Se os CIOs souberem aproveitar o poder da nuvem, poderão transformar suas empresas em organizações orientadas por dados

A maioria das empresas realmente não coloca seus dados para trabalhar a seu favor. Essas estratégias podem permitir que os líderes de TI maximizem o valor dos investimentos em nuvem e impulsionem o crescimento dos negócios

blog-banner-outlet-cloud.jpg

A quantidade de dados que as empresas armazenam na nuvem está crescendo a um ritmo de 33% ao ano. No entanto, mais de dois terços dessas informações nunca são usadas.

Essa falha está prejudicando os CIOs de maneiras importantes. Apenas 24% dizem que criaram uma organização orientada por dados, e apenas 29% dizem que alcançaram resultados de negócios transformacionais, de acordo com uma pesquisa recente realizada com executivos de dados pela NewVantage Partners, uma empresa de consultoria estratégica especializada em estratégia de dados.

A mensagem é clara: a extração de mais valor dos dados de suas empresas deve ser uma prioridade estratégica para os CIOs. As organizações que aproveitam plenamente os dados baseados na nuvem têm maior probabilidade de tomar decisões mais rápidas e inteligentes, melhorar as experiências de clientes e funcionários, e impulsionar o crescimento, dizem os especialistas.

“As empresas precisam ser capazes de explorar e usar muito mais inteligência do que fazem hoje”, diz Sarbjeet Johal, consultor de estratégia de nuvem que anteriormente liderou a arquitetura de nuvem na Oracle, VMware e outras empresas.

Principais conclusões
  • A maioria das empresas não está usando grande parte de seus próprios dados
  • Os serviços de infraestrutura em nuvem são essenciais para aproveitar esse valor
  • Consolidar dados, torná-los observáveis e garantir sua segurança são passos cruciais para chegar lá

Esse caminho começa com o aproveitamento total da nuvem, dizem Johal e outros líderes de TI. Para começar, as organizações devem se concentrar em algumas áreas essenciais para ter serviços de infraestrutura em nuvem bem-sucedidos: integração de dados, observabilidade, busca e segurança. 

Modernize a integração de dados, tanto na nuvem quanto no ambiente local

Um dos primeiros passos para as organizações é a integração de dados — consolidar dados de todas as suas fontes diferentes. As empresas não podem nem começar a colocar os dados para trabalhar quando eles estão espalhados por uma miscelânea de sistemas locais e na nuvem. Os dados devem ser claramente organizados e centralizados.

“Não há escassez de pools de dados hoje”, diz Stephen Elliot, vice-presidente do programa de software de gerenciamento e DevOps da IDC. “Mas há uma tremenda escassez quando se trata de integrar esses conjuntos de dados e extrair vantagens técnicas e de negócios deles.”

Depois que os dados são consolidados, as organizações podem usar ferramentas de analítica avançada para melhorar a tomada de decisões. Executivos equipados com essas ferramentas fazem perguntas melhores — sobre suas operações, a experiência de seus clientes e sua visão estratégica — e “escolhem a melhor opção entre os cursos de ação disponíveis”, diz Bart de Langhe, cientista comportamental e professor associado de marketing na faculdade de administração e direito Esade da Espanha. 

Passe do monitoramento à observabilidade

Mesmo as melhores ferramentas e práticas de integração de dados podem fazer muito pouco quando os volumes de dados estão crescendo tão rapidamente. 

As organizações precisam saber que tipo de dados possuem e onde eles residem — em tempo real — para gerenciar e extrair insights significativos deles.

Essa é uma das razões pelas quais a observabilidade — a capacidade de mensurar continuamente o desempenho dos sistemas monitorando suas saídas — tornou-se um recurso crítico dos sistemas de nuvem empresariais.

As ferramentas de observabilidade vão além do monitoramento tradicional para mostrar às equipes de SRE, DevOps e TI o que está acontecendo e por que os problemas ocorrem em infraestruturas e arquiteturas de aplicações cada vez mais complexas e dinâmicas, diz Gagan Singh, vice-presidente de produto de observabilidade da Elastic.

Esses insights orientados por dados, por sua vez, ajudam as equipes a melhorar os resultados de negócios. “As organizações que adotam a observabilidade ganham novos níveis de agilidade e a capacidade de oferecer experiências maiores e melhores aos clientes”, diz Singh.

As ferramentas de observabilidade também estão ganhando recursos de IA. As novas plataformas de AIOps usam machine learning para coletar, analisar e utilizar dados, permitindo que os apps empresariais diagnostiquem as causas de problemas no sistema em tempo real e reduzindo o tempo necessário para a solução desses problemas.

A Gartner prevê que, até 2025, mais da metade das equipes de DevOps ampliarão suas ferramentas com AIOps, contra menos de 15% em 2020.

Coloque o insight da busca cognitiva no centro das atenções

Mesmo quando todos os dados estiverem integrados e forem observáveis, ainda poderá ser difícil encontrar dados importantes, não importa onde estejam, para que os trabalhadores possam resolver problemas e identificar oportunidades.

É por isso que é fundamental ter uma tecnologia de busca capaz de conectar sistemas em nuvem e várias fontes de dados dentro de uma empresa; e capaz de aplicar machine learning e compreensão de linguagem natural para melhorar a descoberta de dados — uma abordagem às vezes chamada de busca cognitiva.

“A busca cognitiva possibilita às empresas analisar e agir com base em muito mais dados do que pudemos considerar no passado”, diz Mark Settle, ex-CIO da Okta e agora consultor de negócios e autor.

Saiba mais

Adote a abordagem Zero Trust

Os serviços de infraestrutura em nuvem oferecem várias vantagens de segurança em relação aos sistemas locais, mas o mais importante é que oferecem aos CIOs e CISOs uma maneira de repensar e modernizar a forma como protegem os dados de suas organizações.

Com a nuvem, modelos desatualizados de defesa de perímetro podem ser substituídos por uma abordagem Zero Trust, que trata cada usuário, dispositivo ou solicitação de dados como uma ameaça potencial que deve ser verificada. A tecnologia de segurança baseada em nuvem também permite a adoção de uma abordagem mais avançada para os riscos cibernéticos, avaliando quais representam as maiores ameaças para a empresa e seus ativos.

Indiscutivelmente, migrar a infraestrutura de tecnologia para a nuvem pode oferecer benefícios de longo alcance. Mas somente com aprimoramentos na integração de dados, observabilidade, busca e segurança, os CIOs podem converter os insights em melhor desempenho para os negócios.

“As organizações devem considerar novas estratégias para monitorar, analisar e proteger melhor os dados em escala”, diz Bragin. “Quando os líderes de TI aprofundarem sua visão da infraestrutura como um todo e acabarem com os silos de dados e ferramentas, estarão no caminho certo para suas empresas se tornarem organizações orientadas por dados.”

O que vem a seguir para os CIOs e líderes de TI
  • Priorize a integração de dados de fontes diferentes para criar uma única fonte de dados para busca
  • Use ferramentas de observabilidade para monitorar o desempenho em tempo real dos sistemas em nuvem e identificar problemas
  • Adote frameworks de segurança baseados em nuvem como o Zero Trust
  • Estamos contratando

    Trabalhe para uma equipe global e distribuída, na qual podemos encontrar alguém como você está com apenas uma reunião do Zoom. Trabalho flexível com impacto? Oportunidades de desenvolvimento desde o início?