Elastic e AWS: acelerando a jornada de migração para a nuvem

blog-thumb-cloud-aws.png

Os serviços em nuvem oferecem bom custo-benefício e agilidade, mas o processo de migração e a complexidade da gestão podem ser desafiadores. A Elastic ajuda as empresas a monitorar, analisar e proteger cargas de trabalho locais e na Amazon Web Services (AWS) dentro de uma plataforma unificada e em cada estágio da jornada de adoção da nuvem, mesmo durante a migração das cargas de trabalho. Com isso, sua empresa economiza tempo e reduz riscos.

Neste post, falaremos de como a Elastic e a AWS trabalham juntas para acelerar a jornada de migração das cargas de trabalho e garantir uma transição para a nuvem sem intercorrências.

Vantagens e desafios da adoção da nuvem

Há muitas motivações comerciais por trás da transformação digital, desde a entrega de resultados melhores e melhoria na produtividade dos colaboradores até o suporte com a modernização de aplicações e as cargas de trabalho de IA. As empresas também buscam a nuvem para oferecer escalabilidade e atender a requisitos de compliance e segurança ao mesmo tempo em que simplificam a arquitetura de dados. Além disso, também costumam adotar a nuvem para fazer lançamentos mais rápidos, descobrir insights mais úteis e reduzir os custos de TI.

Mas todas essas vantagens não são livres de risco. Veja alguns desafios que as empresas costumam enfrentar:

  • Complexidade: normalmente, são milhares de cargas de trabalho de microsserviços que precisam ser migradas, e a falta de visibilidade sobre dependências complexas podem representar obstáculos na hora de resolver problemas técnicos e tomar decisões importantes.
  • Tempo: uma migração típica leva alguns anos com uma forte pressão para ser concluída dentro do tempo e do orçamento previstos.
  • Dimensionamento: antes da migração, é essencial fazer um inventário das cargas de trabalho locais e dimensionar de forma correta os requisitos de recursos na nuvem (quanto de RAM, quais instâncias, etc.) para evitar gerar cobranças inesperadas e sair do orçamento.
  • Rearquitetura: as aplicações podem precisar ser rearquitetadas para a nuvem. Isso é especialmente importante para arquiteturas de aplicações monolíticas anteriores que não são compatíveis com a escalabilidade e a agilidade da nuvem por meio de conteinerização, orquestração, tecnologia sem servidor e outras tecnologias nativas da nuvem.
  • Desempenho: a migração pode provocar tempo de inatividade ou lentidão nas aplicações. Gravidade de dados, interoperabilidade e dependências de apps fora da nuvem costumam ser preocupações constantes nessa área.
  • Segurança: exposição de dados, perda e ataques externos também precisam ser levados em consideração.

Como garantir uma migração segura para a nuvem


Vamos olhar a jornada de migração do começo ao fim.

Visibilidade em todas as fases


Para fazer a migração para a nuvem com confiança, é muito importante ter um entendimento abrangente dos recursos de aplicação e infraestrutura dos ambientes do AWS e locais. A Elastic oferece visibilidade híbrida e multinuvem em cada etapa do processo de migração para a nuvem.

  • Antes da migração: ter visibilidade sobre a infraestrutura de aplicações locais pode ajudar a construir uma compreensão das aplicações baseadas em microsserviços e monolíticas. Na fase pré-migração, a Elastic habilita a visualização da arquitetura da aplicação e suas dependências por meio de mapeamento de serviços, monitoramento da experiência de usuário nas aplicações web locais, análise de custo pré-migração, avaliação de portfólio de aplicação e dimensionamento correto.
  • Durante a migração: o monitoramento de ambiente híbrido durante a migração pode ajudar a validar o desempenho e identificar proativamente problemas de experiência de usuário, tais como alta latência ou erros, que costumam ser resultados da migração de arquiteturas locais complexas para uma infraestrutura de nuvem mais distribuída. O rastreamento distribuído e o mapeamento de dependência de serviço são especialmente importantes para uma compreensão abrangente das arquiteturas de microsserviços (MSA) e dependências de terceiros dentro do portfólio de aplicações.
  • Depois da migração: verificações e balanceamentos pós-migração são muito importantes nesse processo. Com a Elastic, as empresas conseguem configurar alertas e gerenciamento de incidentes, monitorar o tempo de funcionamento e a disponibilidade de todos os recursos da nuvem assim que ficam online, resolver problemas, inclusive de desempenho, compreender tendências e realizar a otimização de custos de desempenho com base no uso da nuvem.

A Elastic oferece diversas ferramentas e serviços para ajudar a automatizar e acelerar essas tarefas de migração para a nuvem.

Observabilidade na nuvem: mais valor em menos tempo com um app selecionado


Por conta da complexidade agregada com o gerenciamento de diversas plataformas em nuvem e locais, a observabilidade se tornou uma iniciativa de negócios importante, além do principal desafio para as equipes de DevOps, de acordo com uma pesquisa do grupo Enterprise Management Associates (EMA). A pesquisa também indicou que as equipes de DevOps gastam 50% do tempo determinando a causa raiz dos problemas, e isso é ainda mais grave em empresas que fazem escolhas diferentes de nuvem, software e arquitetura dentro de seus ambientes. A metodologia certa precisa ser estabelecida para essa transformação complexa, juntamente com as escolhas certas de tecnologia. Equipes que implantam observabilidade são capazes de desenvolver 70% mais rápido e manter uma maior velocidade no lançamento dos produtos, com quatro vezes o número de recursos de acordo com a pesquisa do EMA.

O Elastic Observability oferece visibilidade unificada de todo o ecossistema de nuvem e local para que seja possível monitorar e reagir aos eventos que acontecem em qualquer lugar do ambiente. A Elastic reúne logs, métricas e traces de APM em escala em um único stack com Machine Learning integrada para ajudar a detectar problemas e evidenciar causas raiz antes que os usuários os percebam. O Elastic Observability oferece:

  • Análise centralizada de logs para logs de infraestrutura e aplicações, além de outros eventos estruturados
  • Monitoramento de infraestrutura de logs, métricas e tempo de funcionamento para todos os componentes da infraestrutura
  • Monitoramento de performance de aplicação nos logs, métricas, rastreamento distribuído, monitoramento de erros, mapeamento de dependência de serviço e integridade da API
  • Monitoramento da experiência do usuário, monitoramento de disponibilidade de website e monitoramento sintético baseado em navegador
  • Monitoramento de migração na nuvem ao longo de todas as fases da migração

Segurança na nuvem: um modelo de responsabilidade compartilhada


Os mesmos dados de observabilidade podem ser usados para a detecção e resposta estendidas (XDR) para levar o tempo médio de detecção para mais perto de zero. O Elastic Security automatiza as tarefas de detecção de segurança e prevenção para que as empresas consigam se concentrar nas metas de inovação e estratégicas. Dentro do modelo de responsabilidade compartilhada do AWS Well-Architected Framework, a Elastic oferece as ferramentas para essas tarefas de segurança operacional, enquanto a AWS oferece a infraestrutura de segurança onde elas são executadas, composta por hardware, software, redes e instalações onde os serviços de nuvem da AWS são executados.

Monitore e proteja seus ambientes de nuvem híbrida com a AWS e a Elastic

Elastic e AWS: melhores juntas


A Elastic é certificada como parceira do AWS ISV Workload Migration Program (WMP) para dar suporte à migração de cargas de trabalho locais e autogerenciadas ou cargas de trabalho ELK para a Elastic Cloud na AWS. A metodologia da Elastic oferece aos clientes uma abordagem prescritiva e reproduzível para acelerar a adoção da migração que se alinha diretamente com as práticas recomendadas e orientações da AWS, incluindo o AWS Well-Architected Framework e o AWS Migration Acceleration Program. Por meio do AWS WMP, clientes da Elastic conseguem aproveitar ao máximo as orientações de integração, os recursos de migração e a assistência de financiamento e crédito da infraestrutura da AWS para alcançar suas metas comerciais e acelerarem a jornada para a nuvem.

Comece hoje mesmo

A Elastic está trabalhando com a AWS para ajudar organizações a aproveitar as vantagens da nuvem mais rapidamente. Consulte a listagem no marketplace para implantar a Elastic Cloud na AWS. Saiba mais sobre as etapas obrigatórias para a migração para a Elastic Cloud, como migrar dados do Elasticsearch e as integrações da Elastic com a AWS.

Passe no stand da Elastic #1567 no AWS re:Invent na semana que vem para falar com um especialista.

O lançamento e o tempo de amadurecimento de todos os recursos ou funcionalidades descritos neste documento permanecem a exclusivo critério da Elastic. Os recursos ou funcionalidades não disponíveis atualmente poderão não ser entregues dentro do prazo previsto ou nem chegar a ser entregues.

  • Estamos contratando

    Trabalhe para uma equipe global e distribuída, na qual podemos encontrar alguém como você está com apenas uma reunião do Zoom. Trabalho flexível com impacto? Oportunidades de desenvolvimento desde o início?