On "Open" Distros, Open Source, and Building a Company | Elastic Blog
News

Sobre "Open" Distros, Open Source e Construindo uma Empresa

Na Elastic, nosso foco é criar produtos excelentes, formar comunidades em torno deles e contribuir para o sucesso de nossos usuários.

Em 2009, escrevi as primeiras linhas da Elasticsearch e o compartilhei como open source. Pedi demissão do meu emprego e passei dois anos investindo na construção desse produto e fomentando a incrível comunidade que foi construída ao redor dele. Em 2012, criamos uma empresa, a Elastic, ao redor dele. Nós investimos muito em nossa comunidade de usuários e abraçamos o ecossistema de produtos open source desenvolvidos ao redor dele. E adicionamos tantos recursos ao Apache Lucene que já perdi a conta, tornando-o a forte fundação em cima da qual todos construímos. Já adicionamos o Kibana, criado por Rashid, o Logstash, criado por Jordan e o PacketBeat, criado por Monica e Tudor, só para dar alguns exemplos. Criamos os produtos, demos vida às comunidades e buscamos oferecer o máximo de valor possível aos usuários. Hoje, temos centenas de desenvolvedores da Elastic trabalhando todos os dias neste grande empreendimento. E temos centenas de milhares de membros da comunidade contribuindo para o nosso sucesso compartilhado todos os dias. E sinto muito orgulho da empresa que construímos para fomentá-lo.

Nós construímos um grau de confiança com nossa base de usuários da qual sinto muito orgulho e me coloca numa posição de humildade. Isso se inicia sendo open source, e continua sendo verdadeiros com a nossa comunidade. E temos como foco não deixar que nada nos distraia desse fato.

Desde que começamos, temos lidado com FUD (medo, incerteza e dúvida). Quando se cria algo de sucesso, é comum que isso aconteça. Normalmente, é algo que vem de empresas maiores que temem o que o nosso movimento pode causar no mercado. É algo natural. “Não use o produto, é um brinquedo.” “São poucos desenvolvedores, o que acontecerá se eles forem atropelados por um ônibus?” “Eles não sabem o que ‘as corporações’ querem.” “Eles não são verdadeiramente x ou y ou z (insira aqui a palavra do dia)”. Nunca deixamos que isso nos afetasse e nem ocupasse nossa mente. Sabemos que fazem isso para nos distrair e distrair nossa comunidade de nosso objetivo principal, construir bons produtos e comunidades que os usuários adorem. Se deixarmos isso acontecer, estaremos falhando com nossos usuários. E jamais faremos isso.

Nossos produtos já passaram por fork, redistribuídos e reempacotados tantas vezes que já perdi a conta. Esse é um sinal de sucesso e do alcance de nossos produtos. De diversos fornecedores, até grandes empresas chinesas e, agora, a Amazon. Sempre havia uma "razão", às vezes disfarçada de falso altruísmo e benevolência. Nenhum desses durou. Eles eram criados visando suas próprias necessidades, para criar confusão e fragmentar a comunidade. Nosso compromisso e nosso foco de construir ótimos produtos e comunidades que os usuários adorem formaram nosso caminho e isso ressoou com vocês nossos usuários. Nós construímos um nível de confiança com vocês, que já esperam de nós velocidade de inovação e uma colaboração extraordinária que simplesmente acontece, e vocês o testemunharam.

Acreditamos no open source e no poder que ele tem. Também já comunicamos dede o começo que alguns recursos serão comerciais e explicamos por quê. Acreditamos que nossa sinceridade é uma das grandes razões para o nosso sucesso em conjunto. Criamos nosso código open source de uma forma que nos permite ser plugáveis e implementados de forma pura. Não mudamos nossos valores desde que começamos, cultivando sempre a confiança de nossos usuários ao longo dos anos e mostrando que mantemos a nossa palavra e nos mantemos ao lado de nossos usuários.

Nosso código comercial serviu de "inspiração" para outros, foi grosseiramente copiado por diversas empresas e até mesmo encontrou caminho para dentro de certas distribuições ou forks, como a recém criada pela Amazon, que infelizmente e dolorosamente contém defeitos críticos. Continuamos concentrados em construir ótimos produtos e comunidades que os usuários adoram. Nunca deixamos que isso nos distraísse e esse foco foi o que nos trouxe tamanho sucesso.

Nossa marca já foi usada e abusada, sequestrada e mal representada diversas vezes. Empresas já atestaram de forma falsa que trabalham em colaboração com nossa empresa, topicamente a Amazon. Mas não nos distraímos. Continuamos concentrados em construir ótimos produtos e comunidades que os usuários adoram. A diluição do foco é o inimigo de uma empresa e nunca deixamos que isso nos afete. São vocês, nossos usuários que importam, não o barulho por aí.

Quando juntamos forças com empresas, abrimos o código. Quando vimos que nossos usuários estavam nos usando para a APM, ficamos muito animados. Unimos forças com uma empresa de SaaS no espaço APM chamado OpBeat, que foi um grande investimento comercial de nossa parte, e compartilhamos praticamente tudo como open source e tudo gratuito. Foi uma decisão muito simples, já que nosso foco é construir bons produtos e comunidades que os usuários adoram e vocês, nossos usuários merecem.

Quando outras empresas se fecharam, a gente se abriu. Mantivemos nosso código open source sob a mesma licença e focamos em ser abertos enquanto empresa. Relicenciamos nosso código comercial existente sob uma licença mais permissiva e abrimos o código. Tentando fomentar o mesmo nível de colaboração e transparência que temos no código open source em tudo o que fazemos. Fizemos isso como reação direta às muitas discussões que tivemos com nossos usuários e fico muito feliz em saber que isso ressoou tão bem com vocês. Nosso nível de investimento em open source só aumentou desde então, assim como nosso compromisso com mais funcionalidades e experiências gratuitas, claramente marcadas e claramente distribuídas.

Quando empresas vêm até nós depois de ver nosso sucesso e pedem um relacionamento especial para colaboração em cima do código, exigindo tratamento preferencial que as colocaria acima de nossos usuários, dizemos não. Isso já aconteceu diversas vezes ao longo dos anos e de novo mais recentemente, agora com a Amazon. Alguns se alinharam e se tornaram parceiros maravilhosos para nós e a comunidade. Outros, infelizmente, não se cumpriram. Temos o compromisso de sempre tratar um único desenvolvedor contribuindo com nossos produtos da mesma maneira que todos os outros. Não existe preferência, e rejeitaremos qualquer pessoa que nos peça isso. Nossa resposta sempre foi a mesma: envie um pull request, como todo mundo. A qualidade falará por si mesma.

Estou escrevendo tudo isso por uma série de razões. A primeira é que, de tempos em tempos, nós precisamos refletir sobre o que fizemos e por que o fizemos obtendo sucesso, para nos mantermos fiéis em nosso curso. A vocês, nossos usuários, nossa comunidade e nossa empresa. A segunda é para que todas as pessoas que se deparam com tantas razões para se distraírem mantenham seu foco e continuem verdadeiras, pois isso é a única coisa que importa. E, por fim, para expressar nosso compromisso compartilhado de continuar a construir produtos excelentes e comunidades que os usuários adoram. Esse é o nosso verdadeiro norte.

Aqui na Elastic, é sempre Dia 0 (também usamos a numeração a partir de zero, como os desenvolvedores que servimos). Nada mudou desde a primeira linha de código que escrevi, aos 10 anos de jornada que tivemos com todos vocês, nossos usuários e aos muitos anos que ainda virão. Eu :elasticheart: todos vocês.